AnimaEdu, curso de formação de animadores a distância, entra em nova fase!

Recebi o release abaixo e achei legal divulgar. Não sabia que já havia uma proposta de cursos de animação online à distância no Brasil, e fiquei feliz de saber que os aspirantes a animadores já contam com mais uma possibilidade de aprenderem tudo sobre animação. Me lembrou bastante a proposta da Animation Mentor estadunidense. E eu acredito que nomes como Otto Guerra e Marta Machado, ambos na coordenadoria geral do curso, trazem bastante seriedade e experiência ao projeto. Obrigado à Tatiana Amorim pelas informações.

Voltado para formação de mão-de-obra para a crescente indústria de animação brasileira, o projeto, que foi criado pela Otto Desenhos Animados e teve patrocínio inicial da Infraero, conta agora com novo sistema de seleção de alunos e passa a cobrar taxa de manutenção.

A primeira turma do projeto funcionou de maneira experimental, com alunos selecionados a partir do pré-cadastro no site e de seu potencial talento para animação. Partindo de um universo de mais de 6mil interessados de todos os cantos do Brasil, o primeiro grupo foi formado por 25 alunos que começou o curso em Novembro de 2009 e concluiu em abril de 2010.

Após essa primeira experiência, o projeto passou por alguns ajustes e, a partir da segunda edição o curso está aberto para o público em geral – que tenha noções básicas de desenho. Os interessados devem preencher o pré-cadastro para posterior contato de nossa equipe de apoio para ingresso no processo de seleção. “A idéia é que a entrada funcione em fluxo contínuo, uma vez que a tutoria é individual e, por isso, não temos o conceito de turmas”, afirma a coordenadora geral do projeto Marta Machado. O processo de seleção sofreu alterações, o que o tornou mais demorado, porém mais efetivo. O aluno deve agora realizar dois módulos (00 e 01) antes de efetivar sua matrícula, e, a partir de seu desempenho nessa etapa, será recomendado ou não a ingressar no curso. “Por incrível que pareça, no sistema anterior de seleção, muita gente mandava desenhos que não eram seus. No decorrer dos módulos o tutor percebia que o aluno estava bem aquém do esperado. Outro problema que tivemos foi o fato de vários alunos não concluírem o processo de formação. Eles simplesmente se desinteressavam do curso. Creio que isso tinha a ver com os casos de uso de desenhos que não eram próprios no processo de seleção e que depois tornavam o nível de demanda muito alta para esses candidatos, mas também com o fato de ser de graça. As pessoas acham que o que é de graça não tem valor”, comenta Marta. Segundo Otto Guerra, sócio da Otto Desenhos Animados, criador do curso e também um dos tutores a distância, o objetivo é que “o AnimaEdu se torne um portal de referência em formação de animadores brasileiros, por isso temos um cuidado grande na seleção dos melhores potenciais para ingresso no curso”. Num segundo momento do projeto, o site deverá ter uma seção de webfólio para que os ex-alunos possam expor seus trabalhos realizados durante o curso ou fora dele e que os mesmos possam ser vistos por outros estúdios para contratação de trabalho.

Os alunos do AnimaEdu têm acesso a um ambiente restrito no qual podem estudar o material didático, enviar exercícios para seus tutores e interagir com outros usuários do sistema, através de troca de mensagens pelo sistema interno. Para quem quiser conhecer o funcionamento do sistema, há um tutorial disponível no vimeo http://www.vimeo.com/14147373.

O curso básico de animação é dividido em módulos que abordam aspectos do desenho de observação e da animação. Na seção Estude Conosco / Pergunta-Resposta do site www.animaedu.com.br há o detalhamento do tema de cada módulo. A partir do estudo desse material, o aluno realiza os exercícios e os envia a seu tutor, que avalia o nível de aprendizagem, retornando comentários através do sistema.

O contato aluno-tutor é possível durante todo o curso, através da página de Recados e das correções dos exercícios. Além disso, supervisionando o trabalho dos tutores há os coordenadores, que são responsáveis por acompanhar o bom andamento das atividades propostas.

Para a realização dos exercícios dos módulos de animação, as ferramentas a serem utilizadas são o software livre Pencil 2D, que é disponibilizado gratuitamente no site: www.pencil-animation.org, um scanner para digitalização dos exercícios dos primeiros módulos e um tablet, que é uma interface digital para desenho, sem a necessidade do uso do papel. A instalação do programa e do tablet é bastante simples. Para os alunos selecionados, nas seções restritas, há manuais específicos para isso.

Duração estimada do curso: 4 meses
Custo: R$ 800,00 a vista ou R$ 850,00 + taxas do cartão no parcelamento através do PagSeguro (em até 12x).
Mais informações:
http://www.animaedu.com.br/estude.asp?id=10

Contato para mais informações:
animaedu@ottodesenhos.com.br

Alguém que lê o Animartini já teve a chance de participar? O que achou? Deixe sua opinião nos comentários! :-)

Crítica: O ÚLTIMO MESTRE DO AR


Estou de volta! Gostaram do novo visual? Foi digrátis. :-)

E M. Night Shyamalan morreu prá mim.

Lembram daquele diretor que entregou filmes sensacionais como O SEXTO SENTIDO, CORPO FECHADO, SINAIS e A VILA (eu sei que tem muita gente que não engoliu esse último, ainda assim eu gosto bastante)? Então, foi-se. Partiu dessa para uma pior. Foi obliterado. E tudo o que sobrou foi o diretor de O FIM DOS TEMPOS e do recente O ÚLTIMO MESTRE DO AR.

Eu estava rezando para que todo esse bafafá em cima do filme fosse mais uma “síndrome de SPEED RACER“, onde o mundo inteiro odiou quando o filme foi lançado, mas que eu assisti e acho simplesmente sensacional (como vocês devem ter lido na minha crítica aqui). Mas dessa vez o mundo estava certo: o filme é vergonhoso. Pior do que vocês imaginam. Não me sentia assim desde O MOTOQUEIRO FANTASMA. E nesse caso a situação é bem pior, pois nunca tive expectativa nenhuma sobre o mal-fadado filme do Nicolas Cage.

“O ÚLTIMO MESTRE DO AR” falha de maneira épica em praticamente todos os quesitos: direção, edição… a trilha sonora de James Newton Howard não chega a ser ruim, mas simplesmente não será lembrada. A fotografia de Andrew Lesnie dá umas escorregadas – e olha que estamos falando do responsável pela fotografia de filmes como KING KONG do Peter Jackson e da trilogia O SENHOR DOS ANÉIS. As sequências de ação são patéticas de tão mal conceituadas e coreografadas. Os atores estão péssimos, mas baseado no ridículo roteiro escrito pelo próprio Shyamalan (que também “dirigiu” o filme) que foi entregue a eles, com cenas tão mal pensadas e diálogos tão risíveis como aqueles, eu fico em dúvida se até mesmo dame Judi Dench conseguiria dar um trato melhor.

O cuidado com a adaptação visual até prometia, tanto que fiquei impressionado com os trailers, mostrando a roupagem dos personagens, os cenários e o uso dos elementos, que realmente estão bem fiéis à série animada criada por Michael Dante DiMartino e Bryan Konietzko. Eu assisti a primeira temporada de AVATAR: THE LAST AIRBENDER e, mesmo a série não sendo perfeita – dá umas escorregadelas de continuidade, de desenvolvimento de personagem e principalmente de timing, mas nada que estrague – você nota que há um cuidado com a história, os personagens são extremamente carismáticos, e a animação até que é bem feitinha. Com certeza assistirei as duas temporadas restantes e até comprarei os DVDs. Mas quando um filme só acerta no visual, dá para imaginar o nível, não?

E duas coisas, from a fan standpoint:
- o nome do Avatar se pronuncia ÉNG, e não ÂNG. E por quê ficam chamando o moleque de Âng o tempo inteiro? WTF??
- Por quê raios o Shyamalan transformou o Príncipe Zuko em um bebê chorão?

Basicamente, “O ÚLTIMO MESTRE DO AR” é um filme tão ruim que faz TRANSFORMERS: A VINGANÇA DOS DERROTADOS parecer um filme do Christopher Nolan! Ok, nem tanto, vá: pelo menos essa bomba do Shyamalan fecha em uma hora e quarenta minutos, enquanto TF2 tem quase três horas de tortura e vergonha alheia. Ah, e para encerrar, eu citei o Nolan só para perguntar se alguém aí viu A ORIGEM. Viram? Maior bom, fala sério! Vi no IMAX, com toda a beleza da tela gigante e do sistema de som que socava a espetacular trilha sonora do Hans Zimmer nos meus ouvidos. Tudo bem que eu acho que poderia ter menos informações sobre a história explicadas na base do diálogo, mas isso não mata em nada a experiência: que filme espetacular! E alguém me explica como o Nolan filmou aquela sequência de briga no hotel?? Gênio. Filme do ano até agora. :-)

Back to Basics

Então, sabe quando você sabe onde quer chegar e conhece a estrada que leva até lá tomar, mas aí você começa a inventar atalhos, fica parando em todas as lojas de conveniência que aparecem para encher a pança de coxinha e Coca-cola, experimenta todas as rotas diferentes por pura curiosidade ou porque parecem mais fáceis… aí você nota que desviou da estrada, e começa a pensar em idéias mirabolantes para tentar voltar mas cada idéia se mostra pior que a outra, e vai ficando cada vez mais longe do objetivo?

E depois de muito calejar os pés, finalmente cai a ficha de que não tem jeito, que você terá que voltar até o início e recomeçar?

Então, hoje eu voltei ao início. E daqui a algumas horas, recomeço. Só espero não cair na tentação dos atalhos e dos tentadores caminhos feitos com tijolos de ouro. Mas vou continuar parando para a velha e boa coxinha com Coca-cola, só que bem menos dessa vez. Afinal, também sou filho de Primus.

Dedo no botão de reset e vamo que vamo! :-)

Quero desenhar assim quando crescer: QIQO

Qiqo - The Rough Sketch.com

Mais um momento de pura inveja aqui no Animartini, a arte de Qiqo.

O que eu mais gosto no trabalho desse artista é a escolha e aplicação das cores, sem falar na leveza do traço. Usei a ilustração que o Qiqo fez da Velma – a cérebro da gangue do Scooby Doo – apenas pela referência à animação (e também pelo fato dele ter deixado a personagem sexy pacas), mas no  site oficial do cara e na página dele no DeviantArt você encontra muitas outras ilustrações.

Pena não haver muitas informações sobre o artista. Mas, pelo avatar dele, pode-se notar que ele também arrisca nas animações. :-) Quem tiver mais informações sobre ele, é só deixar nos comentários.

Dica do Cartoon Brew.

PRODUTORAS DE ANIMAÇÃO NO GOOGLE MAPS: nova atualização conta também com empresa internacional!

Produtoras de Animação no Google Maps

Mais uma atualização no mapa das produtoras e escolas de animação no Google Maps.

Eis as novas produtoras: Animaking, Cabong Studios, Animatório, Digital 21, Estúdio Alexandre Martins e o consagrado Núcleo de Cinema de Animação de Campinas. Além disso, eis a primeira inclusão internacional: a Bitt Animation, da Argentina.

Entre as escolas, incluí a Tonka 3D e a Animator.

Houve também  uma edição: o endereço da Calangomotion mudou! Acesse o mapa abaixo e conheça a nova sede do estúdio!


Visualizar Produtoras e Cursos de Animação em um mapa maior

E se alguma produtora ou alguma escola quiser ter seus dados incluídos, sem problemas. Basta enviar um email para contato arroba paulomartini com br que adicionarei a empresa com o maior prazer.  :-D

Crítica: MONSTROS VS. ALIENÍGENAS

Monstros Vs. Alienígenas

E,  depois de longo e tenebroso inverno, o bom filho à casa (en)torna!  Tudo legal, numa boa, numa nice? :-D

Bom, para marcar a volta, deixo aqui o link da crítica do novo animado da Dreamworks Animation, Monstros Vs. Alienígenas, que fiz para o Judão.

Ah, se você for um daqueles que também se rendeu ao Twitter e quiser acompanhar meus devaneios, notícias e piadinhas de quinta categoria, é só me seguir: @paulomartini ou http://www.twitter.com/paulomartini. Ou então simplesmente acompanhe pela barra lateral direita, pois toda vez que eu soltar uma gracinha de até 140 caracteres, ela vai aparecer aí do lado.

Bom, hoje foi visitinha de médico. Amanhã tem mais.  E vamo que vamo.

Março está chegando…

… e eu ainda estou vivo. Aguentem mais um pouco que as coisas aqui no Animartini voltarão, ok? :-)

O que foi notícia em 2009-01-08

  • David Santos e o Léo, do AnimationS Fórum, montaram uma lista com todos os lançamentos animados até 2012: http://tinyurl.com/8o74mf #
  • BOLT: SUPERCÃO estréia mal no Brasil, em 5º lugar, perdendo para MADAGASCAR 2 e a estréia de SE EU FOSSE VOCÊ 2. Via ANIMATION ANIMAGIC. #
  • Seth Rogen vai escrever e participar de episódio d´OS SIMPSONS: http://tinyurl.com/9fhzj2 #
  • Entrevista com Virginia Madsen e novas imagens do longa animado da Mulher-Maravilha, WONDER WOMAN: http://tinyurl.com/7onszc #
  • MADAGASCAR 2 chegará em DVD e Blu-ray em 6 de fevereiro de 2009 nos EUA: http://tinyurl.com/8w9dlt #
  • WALL-E faturou o People´s Choice Awards como Melhor Filme para a Família: http://tinyurl.com/999g7u #
  • Novidades sobre RAPUNZEL e mais comentários sobre a bilheteria de BOLT: SUPERCÃO: http://tinyurl.com/7q3rop #
  • Disney irá construir um novo parque temático em Shanghai, com previsão de lançamento para 2013: http://tinyurl.com/74ca96 #
  • VALSA COM BASHIR e PERSÉPOLIS concorrendo a melhor filme de língua estrangeira no BAFTA: http://tinyurl.com/9usdxx #

Crítica de BOLT: SUPERCÃO no Judão!

Bolt: Supercão

Rapaz, quanta poeira. Parece que esse lugar está às moscas há algum tempo… :-D

E aí, tá todo mundo bem? Natal, virada de ano, tudo belezura? Então vamo que vamo. :-)

Não, não me esqueci do Animartini, não. Muito pelo contrário. Mas as coisas ainda continuarão um tanto quanto erráticas até março, talvez abril. É o tempo que eu preciso para acertar a casa. Afinal, 2009 será o ano! Ou não! :-)

Enquanto isso, a minha crítica do novo longa animado da Disney, Bolt: Supercão, tá lá no Judão.

Além disso, vou fazer um teste, publicando diariamente por aqui notícias do que está acontendo por esse mundinho animado e que eu adiciono lá no Twitter. Ah, e se você também tem, me siga aqui: http://www.twitter.com/paulomartini.

Por enquanto, é isso. :-)

THE LIFE AND TIMES OF TIM: review dos quatro primeiros episódios


Após quase dez anos depois de investir em séries como Todd McFarlane´s Spawn e Spicy City, a HBO volta a apostar em animações e lançou, em 28 de setembro de 2008, seu mais novo projeto: The Life and Times of Tim, série criada por Steve Dildarian.

Peraí. Animação? Vou deixar algo bem claro desde já: “The Life and Times of Tim” não tem nada de animação. Duvida? Veja o trecho abaixo (ou clicando aqui para ver no YouTube), um trecho do 4º episódio:

Por isso, nem falarei sobre técnica ou qualquer coisa que sequer remeta à animação. Ou até mesmo a qualidade dos desenhos, rabiscos feitos pelo próprio Dildarian e que falam por si mesmos.

Sobra falar do roteiro. “The Life and Times of Tim” é uma série sobre o nada, mas sem a genialidade e a finesse de Seinfeld. A série é vazia, não leva a lugar nenhum. Como não há humor, parece que Dildarian decidiu cobrir esses buracos com referências sexuais. Nos quatro episódios que eu vi, o mote de todos eles tem a ver com algo sexual (seja Tim – dublado pelo próprio Dildarian, que também assina a produção – tentando provar que a mulher que está em sua casa não é uma prostituta e que ele não levou na bunda, ou que ele não foi estuprado por um mendingo, ou que ele não estava pegando nos seios de uma velha senhora, ou que ele não se masturbou em uma igreja pensando nas mulheres da família da namorada, etc, etc), com exceção do trecho em vídeo acima, que decide usar a escatologia como ponto de partida para a “história”. Após cada episódio você ainda fica se perguntando onde foram parar os 22 minutos que você nunca mais verá na vida.

E ainda tem gente que fala um monte de asneiras do Seth MacFarlane… Pfff.

Para terminar, me pergunto constantemente o porquê de tantas dessas “animações adultas” norte-americanas serem tão mal feitas (e mesmo assim aprovadas e exibidas). Os exemplos não faltam: Esquadrão Aqua Teen (Aqua Teen Hunger Force), Rato Esponja (12 Ounce Mouse), Assy McGee, “The Life and Times of Tim”, Squidbillies… O que querem passar com isso, que os adultos querem ver roteiros ruins e piadas de baixo calão, enfeitadas por desenhos ruins e animações sem qualidade técnica alguma (em alguns casos praticamente inexistentes)? Essas porcarias eu não quero. Quero mais de Harvey O Advogado (Harvey Birdman: Attorney at Law), Frango Robô (Robot Chicken), Os Irmãos Aventura (The Venture Bros.), Uma Família da Pesada (Family Guy), American Dad, O Rei do Pedaço (King of the Hill), Os Simpsons, Futurama, God, The Devil and Bob… caramba, até mesmo South Park tem personalidade, um estilo todo próprio e é engraçada pacas, até mesmo com toda aquela pornografia e escatologia.

Bom, eu desisti de “The Life and Times of Tim”. Só queria ter tido a decência de ter parado no primeiro episódio.