Monthly Archives: julho 2008

ANIMA MUNDI 2008: o que eu vi, parte 1

Depois de ter furado o Anima Mundi em 2007, consegui comparecer em três sessões do evento de 2008, em São Paulo. Farei três posts rápidos sobre os curtas que assisti. Também tive a chance de participar, pela primeira vez, do Anima Fórum, que foi muito bacana. :-) Sobre isso, farei um post à parte.

A primeira sessão que vi foi a CURTAS 10, na quinta-feira, dia 24, lá no Memorial da América Latina. As notas dadas abaixo, de 1 a 5, seguem o mesmo critério usado pelo festival para votação, e foram exatamente as mesmas notas que eu dei no dia. Os curtas exibidos foram:

:: EDEN, de Hye Won Kim | República da Coréia (2008)
Segundo o site oficial do evento, o animador coreano quis mostrar que o homem é um ser sádico que mata os animais por prazer. Imagens grosseiras, de gosto duvidoso, e uso da técnica de cut-out muito mal feito levaram esse curta direto para o lixo, na minha opinião. Há maneiras mais sutis e inteligentes de se tratar de temas assim. Não gostei nada.
– Nota: 1

:: O TRAMBOLHO, de André Rodrigues | Brasil (2008)
“Um sujeito engraçado, um celular e um ônibus”. É assim que é descrito o curta do brasileiro André Rodrigues no site oficial do Anima Mundi. Com duração de um minuto e quarenta e oito segundos, o que se desenrola são algumas piadas utilizando situações do cotidiano. A animação até que é bem feitinha, mas nada além disso.
– Nota: 3

:: QUIDAM DÉGOMME, de Rémy Schaepman | França (2007)
O que uma ovelha, vivendo no telhado de um prédio, faz com a sanidade de um homem? Essa trama bizonha conta com uma animação bem cuidada, e uma narrativa bem feita.
– Nota: 3

:: YOURS TRULY, de Osbert Parker | Reino Unido (2007)
Um trabalho visual muito interessante, que utiliza cenas de filmes clássicos, fotografias e stop-motion para criar uma história noir. Veja abaixo um trecho do curta no YouTube:

– Nota: 3

:: SENSORIUM, de Karen Acqua e Ken Field | Estados Unidos (2007)
Esse curta é uma daquelas porcarias que me fazem sempre pensar duas vezes antes de ir ao Anima Mundi: vídeos que não dizem nada, que só mostram bolinhas/quadradinhos/objetos/qualquer outra porcaria se mexendo sem sentido na tela. O site do evento descreve esse lixo como “um vocabulário de movimentos visuais abstratos, cada um ligado a uma música específica, é apresentado em combinações cada vez mais complexas, criando uma “trilha sonora” visual”. Resumindo: blablablá BO-RING! Total perda de tempo. Merecia zero, mas a menor nota era 1, então…
– Nota: 1

:: POJAR, Bilyana Ivanova | Bulgária (2007)
A animação é tão tosquinha, a narrativa é tão infantil e a situação é tão delirante que o curta parece ter sido feito em uma oficina de animação. Dois ou três momentos que incitam uma risadinha nervosa, de canto de boca. E só.
– Nota: 2

:: BERNIE´S DOLL, de Yann Jouette | França (2008)
Bizarro, mas no bom sentido. Bernie é um empregado em uma fábrica de comida para animais. Solitário e introvertido, decide comprar um “kit mulher do terceiro mundo” para acabar com a solidão. A animação é em 3D e o conceito visual é caótico, dark, disforme; lembra um pouco colagem de fotos. Você termina de ver o curta e se sente mais triste consigo mesmo. Ainda assim, muito interessante.
– Nota: 4

:: DOSSIÊ RÊ BORDOSA, de César Cabral | Brasil (2008)
Simplesmente hilário! :-D Para mim, foi a melhor transposição do universo de personagens criado pelo cartunista Angeli para outra mídia. É verdade, gostei muito da modelagem dos personagens (a escolha do stop-motion foi genuial) e o estilo “mockumentary”, isto é, um falso documentário, sobre o que teria feito o artista matar sua personagem e cria mais famosa, a Rê Bordosa. A minha única ressalva é técnica: eu entendo que custo e tempo devem ter pesado na decisão, claro, mas poderia haver mais quadros por segundo para deixar a animação mais fluida (em especial o lip sync), pois a interpretação e os gestuais dos personagens estão ótimos! Alguém aí pensa em fazer uma série, ao estilo Harvey Birdman: Attorney at Law, com episódios de 11 minutos em stop-motion com os personagens do Angeli? E com os do Laerte? Hein? Hein? :-D E aproveitando a deixa, descobri um pequeno making-of onde o diretor do curta, César Cabral, fala sobre a produção, direto no YouTube:

– Nota: 5

THE PRINCESS AND THE FROG: veja o primeiro teaser do novo longa da Disney em 2D!

Acabei de ver no Ain´t it Cool News () e no Animation Animagic: a Disney acaba de lançar na internet o primeiro teaser de The Princess and The Frog, o primeiro longa animado em 2D a ser produzido após o fechamento da divisão de animação por Michael Eisner, então Presidente e CEO da Disney, em 2004, após o lançamento de Nem Que a Vaca Tussa.

Para assistir, acesse o site oficial ou então abaixo, no Youtube:

“The Princess and The Frog”, o 48º longa animado pelos estúdios Disney, será um conto de fadas que se passará durante a famosa era do Jazz (1920) em New Orleans, nos EUA, e contará a história de Tiana, a primeira princesa Disney negra. O filme tem previsão de lançamento nos cinemas para 25 de dezembro de 2009 nos EUA.

O animado é dirigido por John Musker e Ron Clements (diretores de A Pequena Sereia, Aladdin e Planeta do Tesouro). A trilha sonora é composta por Randy Newman (Toy Story, Monstros S.A.) e terá vozes de Anika Noni Rose (que emprestará sua voz para a personagem principal, Tiana), Keith David, John Goodman, Jenifer Lewis, Angela Bassett, Peter Bartlett, Eddie Murphy e do brasileiro Bruno Campos (que interpretará o Príncipe Naveen).

Não vou mentir que estou bem apreensivo com esse filme. Sim, eu achei a animação do teaser maravilhosa (até aí era de se esperar, afinal, é a Disney fazendo o que a Disney sempre fez de melhor), mas oele não me convenceu totalmente. Ok, John Lasseter, o bambambã da Pixar e hoje também a mente criativa por trás dos estúdios Disney, deu total apoio ao projeto de Clements e Musker e está supervisionando de perto a produção, o que é ótimo. Ainda assim, fico imaginando como, em uma época onde Pixar e Dreamworks dão o tom dos longas animados, será aceito um novo clássico Disney pelo público. Veremos um início de uma nova fase, como aconteceu com “A Pequena Sereia”? Ou será uma bomba nas bilheterias? Pelamor, que seja a primeira opção. :-D

BATMAN – THE BRAVE AND THE BOLD: veja o primeiro vídeo da nova série animada!

Há algum tempo eu comentei aqui no Animartini sobre a nova série animada do Batman, The Brave and The Bold. O primeiro trailer da nova série acaba de ser disponibilizado nas interwebs pelo site Toonzone: você pode clicar aqui baixar o trailer em baixa resolução (Quicktime, 30Mb), ou clicar aqui e baixar em alta resolução (Quicktime, 40Mb). Ou então você pode sempre contar com o Youtube:

Pessoalmente gostei bastante do que vi. Os produtores decidiram tirar o Batman animado daquele mundo gótico e deprê (que eu sempre achei duca, diga-se de passagem) e levá-lo de volta aos anos 40, 50 e 60, com direito a uniforme azul e tudo mais. Mas fiquem calmos, fãs abilolados do Cavaleiro das Trevas, isso não significa que o Batman vai sair dançando a watusi (pelo menos, eu espero que não :-D ): mesmo sendo direcionado ao público infantil de 6 a 11 anos, as influências claras à arte de Dick Sprang, Alex Toth e Jack Kirby irão dar um gostinho aos aficcionados – a idéia é ser um contraponto ao clima sério do filme Batman: O Cavaleiro das Trevas, que está nos cinemas – sem falar em outras milhões de referências e piadas internas. Bom, nem preciso dizer que a animação está top-notch como sempre, e o visual com certeza vai dar um novo respiro à já saturada safra de desenhos animados do homem-morcego.

Para saber mais sobre a série animada, você pode clicar aqui e ler uma entrevista com os produtores James Tucker e Linda Steiner, e com o editor (story editor) Michael Jelenic. Tem também uma entrevista com o dublador do morcego, o ator Diedrich Bader. Ambas as entrevistas estão em inglês e foram feitas pelo site Toonzone.

PS.: Curtiu o Homem-Borracha aí, seo Bruno? :-D

UP: veja o minúsculo teaser do próximo animado da Pixar!

E os sortudos que foram na San Diego Comic-con – o maior evento nerd desse planeta – tiveram a chance de ver o primeiro vídeo da nova animação da Pixar, Up.

Nem chega a ser um teaser, na verdade. É apenas uma cena curtinha onde podemos ver o personagem principal do filme em sua casa, saudando os espectadores. Para assistir, basta acessar o site oficial do filme ou então abaixo, direto do Youtube:

Segundo o Judão, “(…) ‘Up’ mostrará a história de Carl Fredricksen, um velhinho de 78 anos que anda de bengala. Quando ele era jovem, conheceu uma moça e se apaixonou por ela. O sonho dela era explorar um lugar na Venezuela chamado Paradise Falls, mas como você faz planos e a vida os desfaz, o sonho nunca se realizou. Quando o Carl se torna um viúvo, ele resolve seguir para a América do Sul para viver esse sonho antes de morrer. Ele então tem a ‘genial’ idéia de levantar vôo com a sua casa, com a ajuda de balões (…). Segundo o diretor do filme, grande parte do filme se passará na Venezuela, e então veremos um mundo perdido, onde coisas incríveis acontece“.

Mais um filme genial da Pixar? Pois é, tá parecendo! :-D

O pessoal do site Movieweb ainda descolou uma rápida entrevista em vídeo com Peter Docter, o diretor do filme e um dos bambambãs criativos do estúdio de Emeryville:

Se você quiser saber ainda mais do que rolou na palestra da Pixar lá na San Diego Comic-con, visite o site Pixar Blog. E vamos aguardar pacientemente até 2009. :-)

PS.: E se você por acaso pensou no padre dos balões, pode ter certeza que não foi o único! :-D

Quero desenhar assim quando crescer: SARAH MENSINGA

A patota de Hogwarts, em homenagem à minha irmã querida. Beijo, amor! ^_^

Navegando pelo blog do Hiro, cheguei nesse post onde ele comenta a espetacular arte de Sarah Mensinga.

É impressionante a leveza e a simplicidade da arte dessa artista norte-americana. O uso das cores para criar a ambientação e o clima em algumas imagens é sensacional! Como o próprio Hiro disse, Mensinga “possui um traço tão delicado e tão aveludado que parece seus desenhos são regadas com fadinhas cantando”. :-D

Ao acessar o site oficial da artista, descobri que ela é toda multitarefa: além de ser uma espetacular ilustradora, é também animadora (é formada na e já trabalhou nas séries de tv Undergrads e Jimmy Neutron, e no longa animado 8 Crazy Nights), além de ter trabalhado como designer de personagens e dubladora no filme Lucas, Um Intruso no Formigueiro. Atualmente ela está trabalhando no departamento artístico do filme animado Escape from Planet Earth, que tem direção de Tony Leech (Deu a Louca na Chapeuzinho) e que será lançado nos EUA em 2009.

Não deixe de acessar também o blog da moça, onde é possível ver ilustras fresquinhas quase todos os dias. Vale MUITO a pena! :-D

É nessas horas que bate uma inveja disgramada e a vontade incontrolável de voltar a desenhar, mesmo depois de ter quebrado meu próprio comprometimento aqui no Animartini. Mas é questão de tempo. Como dizem por aí, “beber, cair e levantar”. Tô levantando… :-D

3º GRANIMADO: evento que será realizado em outubro já conta com inscrições abertas!

Via press release:

Já começaram as inscrições para o 3º Granimado – Festival de Animação de Gramado. O evento estará repleto de novidades na sua edição 2008. O Granimado pretende transformar a Serra Gaúcha num palco de sonhos, magia e muita animação.

O Cinema de Animação brasileiro vive um expressivo período de crescimento de sua produção. São cada vez maiores o número de profissionais envolvidos, técnicas, estilos e temas, gerando um grande volume de filmes de qualidade.

O Granimado faz parte desse processo e agora amplia sua atuação através de sua terceira edição. O evento tem como objetivo proporcionar visibilidade, incentivar a criação deste gênero cinematográfico e premiar os trabalhos desenvolvidos pelos profissionais da área.

:: INSCRIÇÕES

O Festival de Animação de Gramado receberá inscrições para as Mostras Competitivas Nacional, Gaúcha – Tchê Anima! e Mostrinha Infantil. Poderão participar das Mostras Competitivas do Granimado curtas-metragens e vídeos-clipes brasileiros em animação de técnica livre com duração de 1 até 25 minutos que tenham sido produzidos no período entre janeiro de 2006 e agosto de 2008.

As inscrições devem ser realizadas através da postagem do material para o endereço especificado no regulamento oficial que está disponível no site www.granimado.com.br O prazo final para entrega das animações é de 1º de setembro de 2008 (data de recebimento independente da postagem).

Edição 2008:
- Mostras de filmes nacionais e internacionais;
- Longas-metragens;
- Diretores nacionais e internacionais;
- Oficinas Animadas;
- Encontros Animados: Debates e palestras;
- Cosplay;
- Dubladores.

KUNG FU PANDA: é legal. Só isso

Sinceramente, não entendi a tamanha comoção em cima de Kung Fu Panda. Venho lendo há meses que a animação era a primeira grande obra do estúdio do maluco Jeffrey Katzenberg, que a Dreamworks Animation tinha “dado uma de Pixar” e que o filme “era bom justamente devido à sua simplicidade”, e blábláblá.

Longe, bem longe disso. “Kung Fu Panda” é legal, e pára por aí. (acertou em cheio, caro El Cid :-) )

Para mim, essaa nova animação dirigida por Mark Osborne e John Stevenson é apenas mais um filme de verão. O roteiro de Jonathan Aibel e de Glenn Berger é simples, direto ao ponto e previsível às pampas, com algumas piadas bacanas, e só. Ok, ok, a animação está realmente muito bem feita (conduzida pelo animador-chefe Dan Wagner), inclusive a modelagem e as texturas, não há como negar.

Para mim, o que realmente se destaca são a apresentação do filme, toda animada em 2D pelo estúdio James Baxter Animation (o mesmo que produziu as cenas animadas de Encantada, utilizando um estilo visual que me lembrou bastante a sensacional série animada Samurai Jack), e os créditos finais, animados pela Shine Studios, também em 2D.

E eu achei que fosse pegar uma sessão particularmente vazia lá no Cine Roxy de Santos. Que nada: acabei caindo em uma sala repleta de crianças e seus respectivos pais. A molecada saiu do cinema vibrando com as peripécias do panda Po (quer dizer, todos menos o pivetinho do meu lado, que estava enchendo o saco da mãe para o filme acabar logo e que me olhou umas três vezes por causa das minhas reações ao filme. Eu sou um pateta. :-) ). Estaria eu ficando velho?

Não. As crianças é que gostam de qualquer coisa. :-D

E prá terminar: ontem eu vi Wall-E, de novo. E, por Primus, a segunda vez é ainda melhor! :-D

EMMY AWARDS 2008: veja os indicados animados ao maior prêmio da tv norte-americana

E saiu a lista dos indicados para o maior prêmio da TV norte-americana, o Emmy. E, abaixo, a lista dos indicados animados, via Animated News:

Melhor Programa Animado (com duração menor que uma hora)
• Creature Comforts America
• O Rei do Pedaço (King of the Hill)
• Frango Robô (Robot Chicken)
• Bob Esponja (SpongeBob SquarePants)
• Os Simpsons

Melhor Programa Animado (com duração de uma hora ou mais)
• Uma Família da Pesada Apresenta: Blue Harvest (Blue Harvest – Family Guy)
• Imaginationland (South Park)
• Liga da Justiça: A Nova Fronteira (Justice League: The New Frontier)

Melhor Música Tema Original de Apresentação
• Phineas And Ferb

Melhor Música e Letra Original

• Phineas And Ferb, for I Ain’t Got No Rhythm

Melhor Trilha Sonora para Série
• Uma Família da Pesada (Family Guy), pelo episódio “Lois Kills Stewie”
• Os Simpsons, pelo episódio “Treehouse of Horror XVIII”

Melhor Especial de Não-Ficção
• The Pixar Story

Melhor Curta Animado Especial
• O Acampamento de Lazlo (Camp Lazlo), pelo episódio “Lazlo’s First Crush”
• Chowder, pelo episódio “Burple Nurples”

Veja a lista das séries live-action indicadas no Judão. Ah, sim, e Lost tem que levar esse ano como Melhor Série Dramática. Assim como Michael Emerson, que merece uma estatueta como Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática pela sua magistral interpretação do bizarro Ben Linus. :-D

PRODUTORAS DE ANIMAÇÃO NO GOOGLE MAPS: nova atualização conta também com cursos de animação!

Caros, fiz uma atualização no mapa das produtoras brasileiras no Google Maps:

- Adicionei as seguintes produtoras: mono, Vetor Zero, Digital Spirit Animation, Laruccia, Creatura 3D, Bandit Filmes e 44 Toons;
- Aproveitei também para atualizar as informações das produtoras que já estavam cadastradas, incluindo url do site oficial e telefone para contato de cada uma;
- E uma novidade: incluí também endereços de escolas/cursos de animação: DRC, Melies, Alpha Channel, Academia de Animação e Artes Digitais e as cinco unidades da AIS Computação Gráfica.


Exibir mapa ampliado

E se alguma produtora ou alguma escola quiser ter seus dados incluídos, sem problemas. Basta enviar um email para contato arroba paulomartini com br que adicionarei a empresa com o maior prazer. :-)

DOSSIÊ RÊ BORDOSA: stop-motion nacional no Anima Mundi

Um jovem Angeli conversa com Rê Bordosa

Descobri essa sem querer, através do Blog dos Quadrinhos: parece que o universo de personagens do cartunista porra-lôca Angeli continua dando muito pano prá manga para animações. Depois de Wood & Stock – Sexo, Orégano e Rock´n Roll, de Otto Guerra, e dos curtinhas que passaram na Cartoon Network há um tempo, a bola da vez é o curta Dossiê Rê Bordosa, desenvolvido pela Coala Filmes.

Com direção de César Cabral e roteiro de Carla Gallo e do próprio Cabral, “Dossiê Rê Bordosa” é um “mockumentary”, isto é, um documentário falso, que tenta explicar as razões de Angeli por trás da morte da sua mais famosa personagem, a Rê Bordosa, em 1987. E tudo na base do stop-motion, veja você. :-D

No site oficial da produção há galeria de imagens, dois trailers e mais informações sobre o curta, que ganhou dois prêmios no 1o. Festival de Paulínia (melhor curta pelo júri oficial e pela crítica) e que já está passando no Anima Mundi do Rio e tem exibição garantida no de São Paulo. Para saber mais sobre os dias e horário das exibições, visite o site oficial do evento.

Gostei bastante do que vi nos trailers. O visual maluco dos desenhos do Angeli caiu como uma luva em stop-motion. Como só conseguirei ver duas ou três sessões do Anima Mundi desse ano, já me programei para ver “Dossiê Rê Bordosa”, e podem ter certeza que depois eu comento por aqui. :-)

UPDATE: peço desculpas ao Leandro Maciel, pois não citei seu nome como um dos roteiristas do curta. Erro consertado :-) .